Inscreva-se no nosso canal

Roteiristas falam sobre Vingadores: Guerra Infinita

Roteiristas falam sobre Vingadores: Guerra Infinita – “Vingadores 3: Guerra Infinita – Parte 1” e “Vingadores 4: Guerra Infinita – Parte 2” serão, provavelmente, a maior dupla de filmes na história do cinema afinal todos os filmes que estamos vendo agora e desde 2008 são background para o que se passa neles, sem contar os 67 personagens que farão parte da trama… sim 67!

Haleigh Foutch, do site Collider, conversou com os roteiristas Christopher Markus e Stephen McFeely na festa de lançamento de “Capitão América: Guerra Civil”. Obviamente, eles não puderam falar detalhadamente sobre o filme, mas falaram sobre o processo. Além de dizer que o esboço está quase pronto e os roteiros finalizados estão previstos para o final de abril, eles disseram o que os levou à criação de ambos os roteiros.

roteiristas-falam-sobre-vingadores-guerra-infinita

Voltamos de Atlanta após passarmos toda a nossa folga lá, com a cabeça cheia de ideias, e viemos passar os últimos quatro meses do ano em uma sala, às vezes com os irmãos Russo, quase sempre com Jeremy Latcham, que esteve em todos os filmes dos Vingadores, e com Nate Moore, que trabalhou conosco em ‘Capitão América 2: Soldado Invernal’ e ‘Capitão América: Guerra Civil’, e ficamos só pensando e pensando. Era como o quarto de um serial killer, cheio de papeis nas paredes”, disse Stephen McFeely.

Christopher Markus acrescentou:
Gradualmente, as coisas começam a tomar forma, e uma coisinha acaba virando uma história. Como podemos surpreender o público? Eles já sabem quem é o vilão, sabem as peças do filme e tudo o mais, então eles já têm mais conhecimento deste do que dos outros filmes que fizemos.
De certa forma, os roteiristas estarão trabalhando na crença de que os filmes que virão antes de “Guerra Infinita” irão trazer um público crescente junto aos novos personagens e diferentes tramas.
Da mesma forma que ‘Soldado Invernal’ não é o Soldado Invernal, ‘Guerra Civil’ não é a Guerra Civil. Não são interpretações diretas. Pegamos os melhores ingredientes e fazemos um prato diferente com o que temos”, continuou McFeely. “Na possibilidade mais vaga, não temos limites. Limites vêm com orçamento, agenda e com o limite imposto pelas pessoas; mas, no momento, qualquer coisa das quais detivermos os direitos será possível. É esse o apelo desse projeto e do MCU: podemos pegar o que precisarmos dos quadrinhos e dos filmes.
Portanto, com uma grande plataforma e ausência de limites, as expectativas não poderiam ser maiores para “Guerra Infinita”, e a primeira parte só sairá daqui a dois anos. A julgar pela reação a “Guerra Civil”, os roteiristas, juntamente com os diretores Joe e Anthony Russo, estão mais do que à altura do desafio.
“Vingadores 3: Guerra Infinita – Parte 1” chega aos cinemas em 26 de abril de 2018 e “Vingadores 4: Guerra Infinita – Parte 2” chega em 2 de maio de 2019.

CRITICA COM SPOILERS: OS INOCENTES NETFLIX

Deixe seu comentário: